05 agosto, 2011

Ventos

Os ventos que as vezes tiram algo que amamos,
são os mesmos que nos trazem algo que aprendemos a amar...
por isso não devemos chorar pelo que nos foi tirado
e sim, aprender a amar o que nos foi dado...
pois tudo aquilo que é realmente nosso,
nunca se vai para sempre .


Sentimentos como amor, afecto genuíno, inocência, carinho, respeito e pureza afectam-me o coração de uma forma que…. Não sei descrever. E o adeus, a saudade… é como levar uma pancada no coração, e as comportas abrem-se.
Eu até sei porque é que me afecta… mas isso não digo